terça-feira, 14 de junho de 2011

A FARRA DA COPA

Por Luiz Antonio Domingues

Exatamente o que esperávamos está acontecendo, ou seja, o Brasil assiste atônito a bagunça generalizada e permeada de suspeitas em torno da organização da próxima Copa do Mundo.

Alguém ainda em sã consciência se surpreende com o atraso das obras públicas, as licitações suspeitas, as sabotagens?
Qual o sentido em construir estádios faraônicos, onde serão disputadas duas ou três partidas e que depois serão alçados à condição de verdadeiros elefantes brancos? Sim, pois tem praças que terão esses estádios e sequer tem equipes na segunda divisão do campeonato brasileiro.

Se sustentarão posteriormente com shows musicais? Concentrações religiosas? A chegada do Papai Noel de helicóptero na véspera do Natal? É isso o que as autoridades usam como desculpa para justificar tais gastos?
Isso sem mencionar as obras estruturais. Apenas em Belo Horizonte há indícios de que algo está em curso para melhorar o transporte público.
Prefiro não mencionar a situação dos nossos ridículos aeroportos, pois o stress é objeto diário das reportagens da mídia, com filas imensas, cancelamentos, atrasos, o vergonhoso uso do "overbooking" e gente perdendo a cabeça e querendo ir às vias de fato com os pobres funcionários das horríveis companhias aéreas nacionais.
Agora, o caso mais emblemático parece ser mesmo o de São Paulo. Com um estádio como o Morumbi carecendo apenas de algumas reformas estruturais, qual o sentido de se construir um novo estádio da estaca zero?
Todo o processo de boicote acintoso perpetrado pela Fifa com exigências descabidas, foi uma vergonhosa campanha velada para descartar o estádio do São Paulo Futebol Clube, com óbvios interesses escusos.
Como agravante, o governo estadual está anunciando a chegada de uma nova estação de Metrô próxima ao estádio e para breve, o que facilitaria ainda mais a sua viabilidade. Trata-se da linha n° 4, onde algumas estações já estão em funcionamento. É a linha mais moderna do Metrô, com tecnologia de primeiríssimo mundo. Portanto, o que justifica essa sabotagem por parte da Fifa e com as bênçãos da CBF?
A última bomba em relação ao estádio do Corinthians foi deflagrada pelo prefeito Gilberto Kassab na semana passada. De forma vergonhosa para a municipalidade, anunciou um pacote milionário de isenção fiscal para facilitar a vida do Corinthians e da comissão organizadora da Copa. Dessa forma, os cofres da prefeitura deixarão de arrecadar cerca de 420 milhões de reais em impostos como IPTU e ISS. Naturalmente, os cidadãos paulistanos estão "muito contentes" em saber dessa atitude e coisas "fúteis" como escolas, hospitais, iluminação pública, conservação de ruas e avenidas e coleta de lixo, podem ficar em segundo plano para que o Corinthians tenha seu estádio "particular" e a Copa, o seu palco adequado, segundo os rigores técnicos da Fifa...
Em tempo, o São Paulo FC vai reformar seu estádio com financiamento privado e a Sociedade Esportiva Palmeiras, que também está reformando o seu estádio e cuja localização fica entre bairros nobres e servidos por estações de Metrô, conta igualmente com recursos privados.
Esse filme já vimos no Rio de Janeiro por ocasião dos Jogos Panamericanos e agora não há nenhuma surpresa, não é mesmo?

4 comentários:

Janete disse...

Há poucos dias, comentei com o meu marido, sobre o que será dos estádios depois da Copa. Você deu umas possibilidades. Eu ri muito. Neste país não sabemos se rimos ou choramos da situação.
Serão gastos bilhões de reais. Dizem que empresas privadas vão ajudar, mas não de graça. É como você disse, terão isenção de imposto que é o dinheiro para a educação e saúde.
Se a educação e a saúde já é um caos, imagine com menos dinheiro ainda.
É triste…

Leonora Guarda disse...

Cada povo tem o governo que merece! E por mais que seja dolorida essa afirmação, não passa de uma grande verdade! Somos curruptos e usamos o nosso "jeitinho brasileiro" para angariar benefícios próprios sem dor na consciência. É quase que instintivo, ato de sobrevivência. Por isso, meus caros, antes de criticarmos nosso governo, que é quase que uma alma gêmea do povo, porque não revemos nossa atitudes?

Anônimo disse...

Renata Silva
Infelizmente no meio dessa corrupção é que esperamos que algumas coisas sejam tomadas para 2014, bem o mau estradas, metros, hotéis, transportes públicos entre outros começa a paços de tartaruga, caso não fosse copa e nem as olimpíadas no Brasil quando que iria começar alguma coisa? Concordo no que seria mais inteligente fazer algumas reformas adaptações no estadio do Morumbi, do que estádio novo do Corinthians nada contra o time....( já posso imaginar a linha vermelha do metro no dia da copa rsrsr vai ser o caos!!!) Esse é o nosso Brasil.

Altieres Fonseca disse...

“Diga de quem és a arte, e eu lhe direi como és o artista”. O Governo nada mais é do que o puro reflexo ou espelho de seu povo. Se a população é organizada, seu governo será digno, mas se por ventura for descontraída, seu sistema será Brasil. (Altieres Fonseca)