sábado, 4 de junho de 2011

MOÇÃO DE REPÚDIO AO FREI BETTO

Foi proposta pelo vereador João Gustavo. Pode ser encontrada aqui.]

Câmara Municipal de Niterói Gabinete do Vereador João Gustavo-PMDB Moção nº 000272/20011

Concede Moção de Repúdio ao Frei Betto, em razão de seu artigo sobre Gays e a Bíblia, publicado no jornal o Globo dia 23 de maio de 2011.

Requeiro à Mesa Diretora, na forma regimental, que Câmara Municipal de Niterói, no exercício de suas prerrogativas, ouvindo o Douto Plenário MOÇÃO DE REPÚDIO ao Frei Betto, em virtude de sua defesa a casais homossexuais, conforme divulgado no Jornal o Globo.

Justificativa:

Como bem dito pelo Frei em seu artigo, a Igreja Católica não discrimina o homossexual. De acordo com seu Catecismo no parágrafo 2358, estes devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitando-se, assim, todo sinal de discriminação injusta, ainda porque em Jo: 4, 7, nos ensina a amarmos uns aos outros, porque o amor vem de Deus.

Insta dizer, e continuando, nos parágrafos 2357 e 2359 do Catecismo, embora não haja discriminação, apoiando-se na Sagrada escritura e na tradição, sempre declarou que atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados. São contrários à lei natural. Não origina, assim, o dom da vida. Em caso algum podem ser aprovados.

Portanto, embora, todos nós sejamos filhos amados de Deus, a prática da homossexualidade não deixa de ser contrária aos ensinamentos da Sagrada Escritura, por isso, embora amados, os homossexuais são chamados à castidade.

Em Romanos 1, 26 ao 28: “Por isso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Sua mulheres mudaram o uso natural em uso a natureza. Os homens também, abandonaram o uso natural da mulher, arderam em desejos um pelo outro, homem como homem, cometendo torpezas e recebendo em si mesmos a pagar por suas perversões.”

2 comentários:

incognitus disse...

Em consideração a sua fe me absterei de falar tudo que gostaria sobre Inquisição e o nazismo.Mas partindo de Beto ele não agiu por conta propria ...debaixo deste angu tem caroço e .... dos grandes.

Beto disse...

Se eu fosse um municipe de Niteroi eu faria uma moção em repúdio ao vereador João Gustavo.
Ele é o exemplo que não se pode coadunar com doutrinas religiosas na política e da urgente necessidade de garantir um Estado laico pleno.
Ele é o exemplo de como se pode acobertar debaixo do manto da religião os maiores absurdos, disfarçar uma concepção preconceituosa, discriminadora e intolerante com uma fachada hipócrita de defensor de uma suposta "sagrada escritura", quando o que se faz é uma leitura tendenciosa e mal-intencionada desse texto [cuja autenticidade, originalidade, capacidade e competência em ordenar a sociedade contemporânea é discutível] para justificar tais concepções provindas do fanatismo e do fundamentalismo religioso.