domingo, 16 de outubro de 2011

DIREITO, DE DIREITA, COM MUITA HONRA!!!

NÓS SOMOS A "NOVA DIREITA" (porque somos anti-petistas e anti-socialistas) COM MUITA HONRA.
Fascistas e nazistas são tão socialistas quanto comunistas, bolcheviques, maoístas, soviéticos, petistas e etc.
Já desde o início do século passado essa esquerdalhada tenta insultar uns aos outros chamando o rival de "direita".

SOMOS, POIS, A NOVA DIREITA 'NÃO SOCIALISTA' DO MUNDO: SOMOS PELO CAPITALISMO PRIVADO, PELA DEMOCRACIA MERITOCRÁTICA, PELA PROPRIEDADE PRIVADA, PELA LIBERDADE DE CULTO, PELA INEXISTÊNCIA DE CASTAS ENTRE OS BRASILEIROS, E PELO IMPÉRIO DA LEI.

E É SÓ POR ISSO TUDO QUE SOMOS CHAMADOS DE 'DIREITA', PORQUE SOMOS DIREITOS...

Somos, por isso, bem diferentes dessa corja que está no poder e tenta subverter a república para instaurar uma ditadura socialista.

A TODOS DA 'NOVA DIREITA': UNI-VOS!

A COMUNISTADA NÃO PASSARÁ!

Fonte: Resistência Democrática

COMENTO: na realidade, essa corja brasileira que hoje se titula "socialista" aprendeu com seus comparsas narcoterroristas colombianos que a ideologia é um excelente meio de enganar os idiotas, dando a aparência de "justiça social" ao assalto praticado contra quem produz qualquer coisa, apropriando-se da "parte do leão" e distribuindo as migalhas à parcela mais inútil do proletariado - a que o próprio Marx denominou pejorativamente de "lúmpen". Contrariando a idéia marxista que recomendava a eliminação simples do "lumpenproletariado", os "novo-esquerdistas" encontraram uma utilidade para estes. A compra simples e direta de seus votos com uma parcela ínfima do que tomam dos efetivos trabalhadores que produzem riqueza para o país (classe média), produzindo um simulacro de "democracia" movida a eleições onde a participação de uma oposição que realmente mereça tal denominação é simplesmente inexistente. A longo prazo, o plano dos patifes é a subjugação total da população, tornando-a dependente do Estado até mesmo para a sobrevivência, criando, assim, uma grande massa de escravos, à imagem e semelhança dos modelos a que idolatram: República Democrática de Cuba, República Democrática da Coréia do Norte, República Democrática da China (onde o modelo alcança o estágio de "quase perfeição": domínio do mercado global pela destruição da capacidade produtiva mundial, via exploração de uma grande massa de mão de obra em regime de escravidão).[Tuaregue].

Um comentário:

maisumonline disse...

Um vizinho seu ai das terras do Rio Grande medeixou este comentario na postagem que fala da ditadura dos aiatolas veja:

Pedro...

É tudo jogo de cena. As eleições no Irã devem ser tão sérias quanto as urnas eletrônicas no Brasil. Comentanod o texto: Desde a queda do Xá, nos anos 70 e a consequente subida de Khomeini ao poder, o Irã se transformou numa república teocrática, exportadora do radicalismo islâmico. Os ayatolás, desde Khomeini, não abriram e não abrirão mão do podera poanto de permitir que o povo escolha seus líderes; a comprovação disto está justamente no levante popular que foi sufocado pelas forças de repressão sem que nenhum clérigo se posicionasse a favor da população ou ao menos contra o uso abusivo da força.
Ahmadinejad tem o apoio da liderança religiosa porque ele, em sua confusão mental, fala abertamente o que os líderes religiosos pensam mas que, para manter as aparências, não falam.
Ahmadinejad é um bobo da corte na república iraniana.

abs.

Sicário