sábado, 17 de julho de 2010

DATENA: VÍTIMA DA DITADURA ANTI-HOMOFÓBICA

Por Klauber Cristofen Pires - em Libertatum

Notícia que extraí do Diário do Pará divulga que a Defensoria Pública de São Paulo entrou com denúncia contra o apresentador Datena por ter usado de termos pejorativos para se referir a um travesti. Estava demorando para a polícia política gay entrar em ação...
Para quem se der ao trabalho de ler a matéria (recomendo), verá que o apresentador nitidamente reage ao ato de violência física do "homo-afetivo" (é assim que eles querem ser denominados agora) que chegou a empurrar o câmera do programa, no momento mesmo em que o filmava já envolvido em outra briga.
Pra começo de conversa, eu sou homo-afetivo: há muitos homens que eu amo. Prestem atenção! Amar é, antes de tudo, querer bem. Quanto a estes homens que eu amo, meu desejo sexual é nenhum. Portanto, "homo-afetivo", uma ova!
Uma sociedade livre tem o dever de respeitar os homossexuais? Sim, claro, mas aí está prevalecendo uma grande confusão: jamais saí por aí a atirar tomates ou sacos de mijo em travestis e absolutamente, ensino à minha filha a respeitar a quem quer que seja, e faria o mesmo se fosse um menino. Assim, manifesto todo o meu respeito aos mesmos - atenção, atenção - com base no livre-arbítrio que possuem para fazerem o que quiserem com seus corpos. E só!
O respeito devido aos homosexuais não envolve uma equiparação moral com as vidas que decidem levar em relação à vida de um casal heterosexual! Quê é isto? De jeito nenhum! Agora sou eu quem digo: respeitem-me! Respeitem-nos!
Se entendemos, como cristãos, que a poligamia - que é heterosexual - não atende ao requisito de moralidade, porque devo aceitar a equivalência moral com o homosexualismo? E se isto é pregado em nossas igrejas e templos, isto representa as nossas convicções: assim, temos o direito de dizer não à entrada de travestis nas igrejas, escolas, hospitais, retiros, clubes e outras formas de associação privada conforme as nossas crenças. Se um travesti tem o direito de se impor neste meio, é ele quem está invadindo o direito de crença e de associação.
É preciso que as pessoas saibam diferenciar estes campos porque anda prevalecendo um movimento - o movimento gay - que pretende fazer lavagem cerebral na cabeça das pessoas, a ponto de fazerem-nas temer cometerem qualquer ato ou opinião que eles desaprovem. Isto não é exigir o respeito, mas impor uma ideologia de dominação. É por isto que tenho dito que eles pretendem ser superiores aos padrões morais tradicionais da sociedade.
Se uma bicha toda emplumada, com seus trejeitos espalhafatosos, entra em uma escola para se dizer "igual" a todos nós, então ela está invadindo o direito dos seus pais de ensinarem seus filhos conforme as suas convicções morais.
Se um viado se rebola todo em uma instituição destas e os jovens são praticamente obrigados por seus professores a aplaudi-los, então todo o ensinamento sobre afeto verdadeiro, casamento e uma vida sexual responsável e cristã se tornam desautorizados.
Não somos iguais! Aliás, a instituição do casamento foi criada justamente para se diferenciar de todas as perversões reinantes no mundo antigo, e foi o casamento mesmo que salvou e deu dignidade à mulher e às crianças. O casamento cristão impôs um freio ao mais forte - o homem - e o incumbiu de usar a sua força para proteger, ao invés de agredir e explorar.
Provavelmente, segundo os relatos da reportagem, trata este travesti de ser um notório malandro entregue aos piores vícios e delinquências, e desta forma a Defensoria Pública do Estado de São Paulo presta um grande deserviço à comunidade ao laureá-lo em detrimento de um homem público que muitos relevantes serviços tem prestado e que, apesar de possuir os seus defeitos (como qualquer pessoa comum), jamais mereceria ter sido exposto a tal equiparação moral. Em tempo: equiparação não: rebaixamento (!), porque parece que o ato de violência física do malandro não contou...

3 comentários:

"Política sem medo" disse...

Concordo inteiramente com voce Pedro e lembro tambem que da maneira como vai indo a coisa podera levar a conflitos inimaginaveis. Afinal de contas essa lei da homofobia ja esta vigorando? Ela nao e parte do PNDH 3 que nao era outra coisa a nao ser uma tentativa de golpe? Eu nao estou entendendo. O PNDH3 foi aprovado ja ou depois da descoberta do golpe eles nao a aprovarao? Por que algumas partes estao vigorando como essa dos homossexuais e da proibicao do crucifixo nas reparticoes publicas? Que leis sao essas?

omapadobrasil.blogspot.com disse...

Isso é para os brasileiros verem que em 1964 os Generais estavam certos E COM RAZÃO em moralizar o país.

É bom acontecer, nos dias de hoje, essas coisas absurdas de "direito dos homossexuais" no Brasil para as pessoas que falavam mal do regime militar verem que os MILITARES ESTAVAM CERTOS, e estão certos quando dizem que "A TROPA NÃO OBEDECE A ESSE TIPO DE INDIVÍDUO".

Recomendamos, agora, que as pessoas e os jornalistas que se omitiam e não noticiavam as coisas boas do regime militar, que agora falem.

Recomendamos ainda que os jornalistas que, até ontem, pensavam que o Brasil tem jeito sem a ajuda dos militares do Exército Brasileiro, façam uma reflexão, pensem bem, e se dirijam ao Quartel General e entrevistem os militares e publiquem as coisas boas que as Forças Armadas fazem, embora os seus integrantes recebendo os MÍSEROS SALÁRIOS.

Um ascensorista de elevador nos governos em Brasília, ganha mais que um Coronel do Exército Brasileiro de 30 anos de serviço, e estuda todos os dias, e com responsabilidades da segurança máxima no país do Brasil.

O blog omapadobrasil.blogspot.com não é do meio militar mas APOIA A MORALIDADE MILITAR E APOIA AS AÇÕES DOS MILITARES DE 1964 A 1985 E PROCURA IMPULSIONAR OS ATUAIS GENERAIS A CUMPRIREM AS PROMESSAS FEITAS QUANDO DO INGRESSO NA ACADEMIA.

Parabéns às Forças Armadas Brasileiras.

Pedro da Veiga disse...

Olha querida amiga Thereza, estamos vivendo um momento perturbador, em que aquele que deveria dar o exemplo no cumprimento das leis, desrespeita-as, criando um verdadeiro furdúncio nas instituições...
Essa do PNDH3 que você cita, estão querendo implantá-la, através de um referendo popular, isto é, com a eleição da maquiavélica Dilma, que é favorável a tudo que diga respeito em massacrar a família brasileira, para a implantação do comunismo em nossas terras, coisas impedidas no passado como bem relata nosso amigo do blog "omapadobrasil.blogspot.com", com quem concordo plenamente pelo seu relato, no tempo dos militares "nós éramos felizes e não sabiamos"...
Abraços a vocês dois, obrigado pela visita ao meu blog, voltem sempre, pois também tenho acompanhado os trabalhos de vocês, nós devemos continuar com nossa luta, alertando nossos leitores, senão o mal prevalecerá, e daí a coisa ficará preta....
Com meu carinho, desejo-lhes felicidades!!! PVeiga.