sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

BISPO RECUSA COMENDA E IMPÕE CONSTRANGIMENTO AO SENADO FEDERAL

Bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz recusa comenda no Senado e diz que os homens que aprovam o vexatório aumento para si, enquanto categorias básicas do país vivem em dificuldades não têm a estatura de representantes do povo.


Bispo emérito de Limoeiro do Norte,
no Ceará, Dom Manuel Edmilson da Cruz

O bispo Dom Manuel da Cruz foi à cerimônia de entrega de sua comenda, dia 21/12/2010. Abriu a folha de discurso e na sua dificuldade normal (86 anos) e humildade declara (resumo):

"Parlamento é coisa para ser respeitada. É a representação do povo, da vida democrática".

"Estamos vendo sindicatos e, greve e tendo suas reivindicações salariais negadas. Empregados de transportes, educação, saúde. Todos fundamentais ao povo e tendo suas reivindicações negadas após muita luta".

O bispo destacou que a realidade da população mais carente, obrigada a enfrentar filas nos hospitais da rede pública, contrasta com a confortável situação salarial dos parlamentares.

"Contudo, este congresso aprova para si aumento absurdo, na maior facilidade".

E acrescentou que o aumento “é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão contribuinte para bem de todos com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho”.

"Podem ser chamados de parlamentares? Representantes do povo?"

“Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.

"Quem vota em político corrupto está votando na morte".

"O aumento dos parlamentares devia seguir o aumento do salario mínimo e da aposentadoria".

“A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, à cidadã contribuinte para o bem de todos, com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho”, afirmou o bispo.

4 comentários:

Anatoli. disse...

Dom Helder Câmara foi o principal responsável pela infiltração marxista na Igreja Católica brasileira. Ele só olhava para o céu para ver se ia chover e levar o guarda-chuva. Fundou a CNBB, o núcleo agregador de bispos marxistas.
Sou Católico e defendo a Igreja contra esses TRAIDORES de CRISTO! Dom Helder é o il capo de todos! Que DEUS tenha piedade de sua alma.

Marise Jalowitzki disse...

Olá, Pedro!
Parabéns pela postagem. Necessário divulgar! Transcrevi em meu blog COMPROMISSO CONSCIENTE.
A pergunta que fica é: ATÉ QUANDO?
Abs
Marise Jalowitzki - Porto Alegre - RS - Brasil

Eduardo C. Gomes disse...

Não sou católico, mas aplaudo de pé o Bispo. Muitos parlamentares que se dizem cristãos no Congresso aceitaram aquele absurdo de aumento. PArabéns ao bispo.

Rogério Germani- autor disse...

Li apenas hoje o artigo. No entanto, isto não me impede de aplaudir o belo exemplo do bispo. Realmente é vexatória a disparidade de tratamentos e "direitos" que os parlamentares têm e a realidade do povo brasileiro, do cidadão que trabalha recebendo salário mínimo para sobreviver.
Oxalá que a atitude do bispo acenda a luz da dignidade sobre àqueles que possuem o poder nas mãos.
Parabéns pela essencial postagem.