sábado, 14 de julho de 2012

ARQUIVO REÚNE IMAGENS DE ESQUERDISTAS APÓS PRISÃO DURANTE DITADURA

RUBENS VALENTE e MATHEUS LEITÃO-FOLHA-DE BRASÍLIA
Fotos do Arquivo Nacional, algumas delas inéditas, retratam quatro líderes da esquerda após serem presos pela ditadura militar (1964-1985). São eles o militante histórico Apolônio de Carvalho (1912-2005), os ex-ministros Carlos Minc (Meio Ambiente) e José Dirceu (Casa Civil) e o ex-deputado Fernando Gabeira.
Todos eles eram acusados de "subversão" e ligações com a luta armada.
Minc, atual secretário do Meio Ambiente do Rio, foi obrigado a posar de camisa branca, cueca e meias. "Nunca tinha visto essas fotos", disse. Ele participou do roubo do cofre do governador paulista Adhemar de Barros, em 1969, organizado pela VAR-Palmares, a mesma organização da presidente Dilma Rousseff.
Gabeira aparece de calça preta e camisa listrada. "Acredito que tenha sido tirada na Aeronáutica no dia de nossa partida [para Argélia]. Nunca foi divulgada", disse. Ele participou do sequestro do embaixador americano Charles Elbrick, em 1969.
Apolônio de Carvalho, militante histórico da esquerda, aderiu à Aliança Libertadora Nacional nos anos 1930, combateu pela República na Guerra Civil Espanhola (1936-1939), lutou na resistência francesa ao nazismo, foi guerrilheiro no Brasil nos anos 1960 e fundador do PT.
"A foto dele sentado, de frente, parece-me que foi publicada nos jornais e revistas da época", afirmou Renée de Carvalho, viúva de Apolônio.
José Dirceu foi fotografado após ser preso no 30º Congresso da UNE (União Nacional dos Estudantes), em Ibiúna, interior de São Paulo, em 1968. Depois, ele foi solto em troca da libertação de um embaixador americano.
A assessoria do ex-ministro disse que ele tem as imagens em seu acervo pessoal.

Um comentário:

cinenegocioseimoveis disse...

Amigo esse é o Brasil:
.
BRASIL: PAÍS DE TROUXAS, COVARDES, PUTAS E MUITOS BANDIDOS:
http://cinenegocioseimoveis.blogspot.com.br/2012/08/brasil-pais-de-trouxas-covardes-putas-e.html
.
Abraço a Todos
Osvaldo Aires