terça-feira, 24 de julho de 2012

HOJE NA HISTÓRIA - DOIS ARTISTAS, DOIS ESTILOS

Jece Valadão, pseudônimo de Gecy Valadão, nasceu em Campos dos Goytacazes, a 24 de julho de 1930. Faleceu em São Paulo, a 27 de novembro de 2006) foi um ator e diretor brasileiro. Nascido em Murundu, distrito do município de Campos, na região norte do estado do Rio de Janeiro. Foi criado em Cachoeiro de Itapemirim, devido à transferência de seu pai, ferroviário, para a cidade.1 Valadão construiu como ator uma imagem de homem rude e machão. Associou-se voluntariamente à palavra "cafajeste" no plano pessoal. Trabalhou em mais de cem filmes, como ator, diretor e produtor.
Padrasto de Luciana Gimennes. Casado com Vera Gimennes. Casal símbolo de beleza de uma época.
Estilo de Jece pode ser discutível, mas há como negar. Fez História.
Jece Valadão nasceu em Cachoeira do Itapemirim (ES), no dia 24 de julho de 1930. Ficou conhecido como o cafajeste do cinema nacional por seus papéis. Com mais de 100 produções, entre filmes, novelas e séries, o ator leva na bagagem importantes participações, como nos longas O Cangaceiro (1997), Tieta do Agreste (1996), Assim Era a Atlântida (1975), A Navalha na Carne (1969), A Espiã que Entrou em Fria (1967), entre tantos outros.
Seus últimos trabalhos no cinema foram Garrincha - Estrela Solitária (2003), Em Nome de Jesus (2003), além do documentário O Evangelho Segundo Jece Valadão (2001), onde ele conta que sua vida se transformou após ter se agarrado à religião evangélica.
Na tevê, também fez participações especiais nos seriados Sob Nova Direção, A Diarista e na novela Bang Bang, todos da Globo.
O último trabalho de Jece na tevê foi uma participação na novela Cidadão Brasileiro, da Record. Depois disso, a emissora o havia contratado para suas próximas produções, até 2009.
Dia 24 de Julho de 2003 morria Rogerio Cardoso.
Rogério Cardoso foi um famoso humorista e ator brasileiro, o qual é mais lembrado pelo seu personagem "Rolando Lero" da Escolinha do Professor Raimundo.
Rogério Cardoso Furtado nasceu na cidade de Mococa, no interior de São Paulo, em 07 de março de 1937.
Filho de Paulo Cardoso Furtado e Maria Panizza é o primogênito de uma família de cinco irmãos.
O Rolando Lero da Escolinha. Notabilizou o bordão "Amado Mestre". Puxa saco mor.
Apesar da extensa carreira na TV e nos palcos, Rogério Cardoso só "conheceu" o cinema no final dos anos 90.
Junto à onda de revigoração do cinema brasileiro, o ator participou, em apenas quatro anos, de seis filmes de longa-metragem e de dois curtas.
Seu último trabalho foi em Cristina quer Casar, longa de 2002 do diretor Luiz Villaça, onde contracenou com Denise Fraga.
Em 2002, Rogério comemorou 50 anos de carreira.
Em seu último trabalho na TV, Rogério deu vida ao "Seu Flor" de A Grande Família, ao lado de Marieta Severo e Marco Nanini, e um quadro no humorístico "Zorra Total", da Globo, no qual vivia com Nair Bello a dupla imbatível Epitáfio e Santinha.
Rogério Cardoso morreu na manhã de 24 de Julho de 2003 com 66 anos de idade, devido a um infarto fulminante do coração, quando estava dormindo em sua casa em Copacabana no Rio de Janeiro.
<><><><><><><>oooOOOooo<><><><><><><>
Dois estilos. Dois artistas. Dois seres humanos que fizeram algo pela arte desse País.
Lembrar e homenagear pessoas que deixaram um legado. Sendo ou não fã...
Exercício de Cidadania.

Um comentário:

Teófilo de Jesús disse...

Obrigado pela menção!