quinta-feira, 4 de novembro de 2010

DISCRIMINAÇÃO CONTRA NORDESTINOS NO TWITTER ACABA EM PROCESSO

Discriminação contra Nordestinos não é fato isolado diz OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Pernambuco (OAB-PE), entra nesta quinta-feira (4) com uma notícia-crime contra a estudante de Direito de São Paulo, Mayara Petruso, apontada pela entidade como uma das responsáveis pela onda de manifestações de preconceito contra nordestinos, surgida na internet, após o anúncio da vitória de Dilma Rousseff nas eleições presidenciais. A denúncia será apresentada ao Ministério Público Federal, que vai analisar as provas e decidir se é cabível a ação penal contra a universitária.

Bem meus amigos, diante de uma notícia como essa me ponho a pensar no que está resultando as BOBAGENS que o presidente Sebento andou vomitando e fazendo nos últimos 8 anos.

Um presidente que jogou negros contra brancos, ricos contra pobres e Nordestinos contra Sulistas, tem que ser responsabilizado pelos desdobramentos de intolerância que estão ocorrendo no Brasil.

Entre outras ele colocou a culpa nos BRANCOS, LOIROS DE OLHOS AZUIS pela crise mundial.

Se isso não for uma manifestação de preconceito, eu não sei mais o que é ser preconceituoso. Ou o preconceito só existe se for contra os Nordestinos, negros, índios e homossexuais?

Mas... Como ele é o presidente mais "amado" do mundo, ninguém, nem a OAB se manifestou pedindo providências contra o presidente.

Criaram-se cotas em universidades que premiam a cor da pele e não o merecimento pelo próprio esforço, bolsas miséria para alimentar uma população que precisa de CIDADANIA, emprego, educação e saúde, não de esmolas. Mas as bolsas e as cotas são extremamente eleitoreiras, e transformam os "beneficiários' alvo do cabresto político e da discriminação social. E isso era líquido e certo que iria acontecer. É muito mais fácil dar bolsas e manter o indivíduo debaixo da bota do governante do que dar educação e cidadania onde o eleitor pode pensar por sí só e votar com consciência. Onde esse tipo de sociedade existe PTistas e outros menos cotados não conseguem se perpetuar no poder.

O cabresto eleitoral está provado que existe no Nordeste, o PT ganhou nas cidades que tem os menores IDH do Brasil. e são justamente cidades onde mais se aplicam as bolsa miséria.

Andei lendo alguns fóruns de discussão sobre esse tema e me senti enojado em ver como funciona a cabeça dos medíocres de Norte a Sul deste país. As agressões e acusações são pesadas partindo até para a ofensa pessoal. Não é dessa forma que se faz um país virar uma nação. Essa situação tem que ser tratada com muito tato e NENHUMA promoção pessoal ou política dos envolvidos.

Não estou aqui para fazer papel de advogado da estudante paulista que twittou essa bobagem junto com outros irresponsáveis sem noção. Mas é óbvio que estamos tomando um caminho da intolerância muito perigoso.

Ainda esta semana eu li em um jornal que Monteiro Lobato (1882-1948), um dos maiores autores de literatura infantil, está na mira do CNE (Conselho Nacional de Educação).
Um parecer do colegiado publicado no "Diário Oficial da União" sugere que o livro "Caçadas de Pedrinho" não seja distribuído a escolas públicas, ou que isso seja feito com um alerta, sob a alegação de que é racista.

Vejam até onde está indo essa intolerância ignorante. Monteiro Lobato é um ícone da cultura do Brasil e os caolhos esquerdopáticos e os políticamente corretos de plantão resolveram reescrever a história jogando a carga do preconceito racial em um escritor lido por muitas gerações deste país.

Isso se chama a ignorância dos letrados ou a evolução dos medíocres. Agora estão enxergando racismo em livros editados há décadas, onde o preconceito racial era tão subjetivo quanto a inteligência desses vigilantes raciais de plantão. Se a coisa continuar caminhando nesse ritmo, em breve estarão tentando reescrever a história do Brasil.

Não é certo que se deixe passar em brancas nuvens o caso da estudante que agrediu o povo do Nordeste no Twitter, mas se for para aplicar a lei como deve ser aplicada, tem que se punir o presidente da república também.

Mas no Brasil dos politicamente corretos e dos babaquaras covardes de ocasião, a corda vai arrebentar do lado mais fraco como de costume. E o presidente da OAB de Pernambuco terá os seus 15 minutos de fama. Assim como o pessoal da Secretaria da Alfabetização e Diversidade do MEC. Uma secretaria que não tem o nome de igualdade e sim de diversidade só pode pensar em dividir em vez de juntar as diferenças raciais no Brasil.

E assim caminha a mediocridade...

Se for para pensar pequeno.

Quando um PTralha ou algum baba ovo deles se refere a alguém como BURGUÊS ou ELITE, isso também é uma referencia preconceituosa que deve ser punida com os rigores da lei.

Uma vez que a intenção no momento é de agredir a pessoa pela diferença social.

Onde se conclui que o preconceito não está na palavra, e sim na maneira que ela é usada.

Do blog "O Mascate"

Nenhum comentário:

 
</